Delegado xinga policiais durante abordagem e é detido por desacato em Glória- BA

                 Imagem Ilustrativa

Um delegado da Polícia Civil do Pará, de 43 anos foi levado para o Plantão Policial na noite de terça-feira (20), após desacatar policiais militares durante uma abordagem em Glória- BA. Segundo a PM, o homem com sinais de embriaguez disse que na Polícia Militar da Bahia, “todos  eram ladrões”.

Segundo a Polícia Militar, os militares realizavam abordagens na entrada da cidade, por volta das 23h10min, abordaram um veículo Fiat Strada, entre os ocupantes do veículo estava Jean Sérgio Alves Santos, morador da Rua Petronilo Reis, em Glória.

Ainda de acordo com a PM, Jean teria se irritado com os policiais que tiravam fotos da abordagem. Conforme o documento da PM, ele disse que não poderia tirar fotos da abordagem e que era delegado de Polícia Civil do Pará. Após se identificar como delegado, a guarnição solicitou que ele apresentasse a funcional, mas o homem disse que estava sem o documento. Ainda bastante alterado disse que na Polícia militar da Bahia, todos eram ladrões.

Diante da infundada acusação sobre a Instituição, os militares informaram que ele seria levado para a delegacia para o registro do caso. Neste momento, passou a xingar os militares, de “filhos da puta, palhaços e merdas” e ainda tentava agredi-los, mas era impedido pelo filho. Posteriormente, o condutor entrou e ligou o veículo, fazendo menção que passaria por cima da guarnição e passou a fazer ameaças ao dizer que estivesse uma arma mataria os PMs.

Os policiais solicitaram apoio e o coordenador de área, que chegou ao local, em poucos minutos e mais uma vez pediu a funcional de identificação, mas o mesmo disse que não estava portando. Ainda segundo a polícia, o homem continuou xingando os policiais.

Diante do desacato, foi solicitado que o homem acompanhasse a guarnição até a delegacia. Ele ainda resistiu à prisão, mas foi contido e levado à Delegacia de Polícia Civil. O delegado de plantão que atendeu o caso lavrou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO).

Conforme a PM, o homem apresentava sinais de embriaguez e se negou a fazer exame de alcoolemia como também assinar as infrações. Na DP, foi comprovado que ele é um delegado de Polícia Civil do Pará.

 

Fonte: Chiocosabetudo.com.br

Os comentários estão desabilitados!

Imagens

Todos direitos reservados ao Portal Quixaba @2014 HS Dising